Esse viés ocorre quando supervalorizamos algo que possuímos, independentemente de seu valor objetivo de mercado (Kahneman, Knetsch, & Thaler, 1991).

É evidente quando as pessoas se tornam relativamente relutantes em se desfazer de um bem que possuem por seu equivalente em dinheiro, ou se a quantia que as pessoas estão dispostas a pagar pelo bem é menor do que o que estão dispostas a aceitar ao vendê-lo.

Colocando de maneira mais simples, as pessoas valorizam mais as coisas depois de terem estabelecido a propriedade. Isso é especialmente verdadeiro para coisas que normalmente não seriam compradas ou vendidas no mercado, geralmente itens com significado simbólico, experimental ou emocional.

O efeito dotação é uma ilustração do viés do status quo e pode ser explicado pela aversão à perda.

 

REFERÊNCIAS

Kahneman, D., Knetsch, J., & Thaler, R. (1991). Anomalies: The endowment effect, loss aversion, and status quo bias. Journal of Economic Perspectives, 5(1), 193-206.