Ontem saiu a taxa de desemprego, que foi divulgada pelo IBGE. A notícia foi como sempre boa para alguns e ruim para outros.

De-boa-fazendo-inscrição-no-Pronatec

Em resumo se comprarmos com o terceiro trimestre de 2014 o desemprego caiu. Quem gostou agradece ao varejo com as contratações temporárias para o fim de ano.

Se você for um otimista pode enxergar ai uma boa notícia, afinal o desemprego foi menor comparando o terceiro trimestre com o quarto trimestre de 2014.

Mas se você foi um legítimo Geekonomist …

Nesse caso você não deve ter ficado muito alegre. Eu não fiquei!

É comum, quando fazemos comparações de qualquer coisa, que as coisas sejam no mínimo semelhantes, não acha? Afinal todos já ouviram em algum momento da vida que comparar banana com laranja não PODE!

Pois então eis aqui um caso clássico de bananas com laranjas!

Se compararmos o desemprego do quarto trimestre de 2014 com o do terceiro trimestre de 2014, podemos ter distorções. Para não me alongar demais, vou citar apenas o fato de que o setor varejista contrata um caminhão de pessoas para as vendas de fim de ano.

Então com os varejistas contratando perto do natal, é de esperar que o desemprego caia mesmo, certo? Desculpe, mas nesse caso não houve mérito do Governo, mas sim do setor privado, que contratou temporários para o fim do ano, agindo em benefício próprio, é claro, mas reduzindo o desemprego, pelo menos no fim do ano.

Mas se formos razoáveis e minimante decentes, o correto seria comprar o quarto trimestre de 2014 (Banana 01) com o mesmo trimestre de 2013 (Banana 02). Ai nesse caso vamos ver que o desemprego na verdade aumentou em 0,3%. Saindo de 6,2% para 6,5%.

pnadc_201404_143

Comparando corretamente (banana com banana) o dado fica até mais coerente com cenário econômico brasileiro atual, não acham?